• Nuricel Villalonga Aguilera

Vem aí a 2ª edição do Processo Seletivo a Alpha EdTech!

Updated: May 16




Você quer começar uma carreira na área de tecnologia?

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo da Alpha EdTech. O processo tem duração de três meses, de junho a agosto, e conta com cinco fases que verificam o potencial e talento do candidato para a área de TI utilizando diferentes avaliações, mas também confere o seu perfil por meio de diferentes testagens. Durante o processo seletivo acontecem webinars com a participação das empresas que apoiam o projeto e que contratarão os selecionados ao final da formação além de um mini curso de embasamento que é ministrado pelos aspirantes da primeira turma.


Direto para empresas incríveis!

A Alpha EdTech é uma solução sem fins lucrativos, proposta e desenvolvida pela ONG Instituto Alpha Lumen que utilizou sua experiência e liderança na inclusão social e formação de talentos, para oferecer um ensino de excelência à distância, para pessoas que terminaram o ensino médio. O foco está em abrir oportunidades a jovens talentosos em situação de vulnerabilidade que desejam trabalhar com tecnologia, mas não têm condições de pagar por um curso ou se dedicar a uma formação gratuita em tempo integral. A iniciativa oferece remuneração aos aspirantes a desenvolvedores e garante emprego ao final dos três semestres de curso. A iniciativa teve o apoio da Fundação Brava, da Fundação Behring e do empresário André Street (Stone Impacta) e hoje conta com a parceria de mais de 20 empresas nacionais e internacionais com atuação no Brasil tais como a Stone, Vitta, Hash, Brex, DMCard, Cloudwalk, Farfetch, Vtex, Back4app, DeppESG, Devell, Recrutei e muitas outras.


Como é o curso?

O curso tem três semestres de duração e o estudante faz uma transição gradual do seu tempo a cada semestre, começando com oito horas por dia em aula, passando por uma divisão igualitária do tempo entre aulas e atuação dentro das empresas parceiras, chegando a uma dedicação de seis horas diárias na empresa. Ao final, o profissional é contratado pela mesma companhia que o acompanhou ou em uma das empresas parceiras e passa a exercer um papel de embaixador do projeto e orientador das novas turmas. Os aspirantes a tem, além dos conteúdos técnicos, formação em soft skills e inglês além de outras atividades.


#institutoalphalumen #edtech #desenvolvedor #formaçãoemdesenvolvedor #tecnologiadainformacao #TI #tecnologia #programador #cursoprogramador

#cursosdesenvolvedor #bolsadeestudo


132 views0 comments