• davivalukas

Estoicismo: 5 lições para o profissional do futuro

O estoicismo foi uma escola filosófica fundada na Grécia Antiga por Zenão de Cítio no século III a.C.


Originalmente, esse movimento era chamado de zenonismo, mas o termo estoicismo logo passou a ser utilizado por conta do termo grego stoa poikile, que significa “alpendre decorado”, parte da Ágora ateniense em que Zenão e seus discípulos se reuniam para debater suas ideias.

As lições do estoicismo são aplicadas até os dias de hoje quando o assunto são as dificuldades e o vigor necessário para vencê-las. E é isso que nós vamos ver nesse artigo.


Fique comigo até o final!


Estoicismo: principais pensadores


"A primeira regra é manter o espírito tranquilo. A segunda é enfrentar as coisas de frente e tomá-las pelo que realmente são". Marco Aurélio, filósofo estóico e imperador romano


Apesar de ter suas raízes na Grécia, foi em Roma que o pensamento estóico floresceu de fato, sendo de lá os seus principais expoentes. Os estudiosos da história da filosofia subdividem o estoicismo em três fases, sendo a primeira na Grécia e as outras duas em Roma:

  • Estoicismo antigo

  • Estoicismo médio

  • Estoicismo imperial

Sendo assim, conheça alguns dos pensadores de cada fase:


Estoicismo antigo

  • Zenão de Cítio

  • Cleanto de Assos

  • Crísipo de Solos

  • Antípatro de Tarso

Como não havia sobrenomes na Grécia Antiga, o segundo nome é sempre o da cidade onde o filósofo nasceu.


Estoicismo médio

  • Panécio de Rodes

  • Possidônio

Estoicismo imperial

  • Caio Rufo

  • Sêneca

  • Epicteto

  • Marco Aurélio

No início da Era Cristã, o estoicismo foi a corrente filosófica mais influente entre as classes mais abastadas. Se você fizer uma pesquisa biográfica sobre os nomes citados acima, verá que houve senadores, imperadores e outros cargos importantes entre os pensadores estóicos.

Além disso, aprender a doutrina estóica era fundamental para qualquer político ou orador romano.


Quer aprender mais sobre estoicismo? Clique aqui para acessar gratuitamente uma série de escritos estóicos em PDF.


5 lições para o profissional do futuro


Não daria para eu te explicar em detalhes as nuances do pensamento estóico. Sendo assim, vamos conhecer as 5 lições do estoicismo para o profissional do futuro.


São elas:

  • Virtude como caminho para a felicidade

  • O universo é governado pela razão: seja você também

  • Seja indiferente à dor

  • Tenha autocontrole

  • Procure o bem-estar ético e moral

Dito isto, vamos entender cada uma das 5 lições.


Virtude como caminho para a felicidade


Um dos principais mais importantes do estoicismo é o da virtude como caminho para a felicidade.


Para os estóicos, não existe a possibilidade de ser realmente feliz em um mundo governado pela injustiça e por todas as dificuldades inerentes à realidade. Dessa forma, o indivíduo deve buscar uma vida virtuosa, sem excessos materialistas, que trazem mais sofrimento que contentamento.


Sob a perspectiva do profissional do futuro, em um mercado de trabalho dinâmico como o nosso, que exige rapidez e agilidade na adaptação aos diversos desafios que surgem diariamente, buscar uma postura virtuosa é o melhor caminho para manter a sanidade mental.


O universo é governado pela razão: seja você também


Quando falamos em um universo governado pela razão, não estamos falando em ceticismo nem nada do tipo, mas que há uma estrutura lógico-matemática subjacente em toda a existência.


E como o ser humano é uma espécie de microcosmos, uma miniatura do gigantesco (mas não infinito) Universo que nos circunda, a razão também deve governá-lo.


Isso não quer dizer que se deve abrir mão das emoções, pois hoje sabemos que a dicotomia razão-emoção é falsa. Vamos falar mais sobre isso na penúltima lição.


Sob a perspectiva do profissional do futuro, ser governado pela razão significa estar sempre sóbrio e equilibrado diante da instabilidade inerente ao mercado digitalizado. Raciocinar antes de falar, refletir antes de decidir e ponderar antes de julgar. Eis o caminho.


Seja indiferente à dor


Mais uma vez esbarramos na falsa dicotomia razão-emoção. Ser indiferente à dor não significa tornar-se um robô, mas aprender a utilizar o sofrimento como escada para o aprimoramento contínuo.

Não se trata de romantizar as dificuldades da vida, afinal de contas, todos trabalhamos para buscar conforto para nós e nossos familiares. Porém, ignorar os percalços é pedir para mergulhar no caos.


A palavra aqui é resiliência, conceito bastante explorado em palestras, webinários e aulas sobre gestão, liderança e temas correlatos.


Tenha autocontrole


Quem nunca teve vontade de cometer uma loucura no ambiente de trabalho após uma reunião de equipe punk que atire a primeira pedra.


Entretanto, o estoicismo nos ensina, como eu já adiantei no tópico sobre o governo da razão, que não há terceira opção: ou governamos nossos instintos, ou somos governados por eles.


Sob a perspectiva do profissional do futuro, o autocontrole é uma soft skill imprescindível.


Procure o bem-estar ético e moral


Talvez a palavra bem-estar soe um pouco estranha nesse contexto. Aqui, fica óbvio que não estamos falando do bem-estar no sentido que utilizamos hoje, como sinônimo de “estar na beira da piscina tomando água de coco” ou algo similar.


Procurar o bem-estar ético e moral significa algo como “ter a consciência limpa” diante das adversidades. Um conceito importante na filosofia estóica é o de não se preocupar com aquilo que está fora do seu alcance de resolução.


Por isso, quando você tem a consciência limpa diante de algo que deu errado, sabendo que fez tudo o que estava dentro de suas possibilidades para que aquilo desse certo, não precisa se estressar, mantendo-se centrado.


Sob a perspectiva do profissional do futuro, os desafios diários se apresentam e exigem empenho e excelência, além da criação de uma mentalidade de alta performance. Por esse motivo, essa lição é tão importante.


Sendo assim, não estou falando que você deve ser negligente ou ignorar suas obrigações diante das tarefas que se apresentam. Pelo contrário, se tiver feito tudo com excelência e boa vontade, não dará motivos para se queixarem de ti, e mesmo se houver queixas, elas logo serão dirimidas.


Para encerrar


A filosofia sempre foi uma ferramenta de apoio importante ao ser humano não apenas no âmbito acadêmico, mas também no dia a dia. Possuir determinados conhecimentos filosóficos ajuda no desenvolvimento das soft skills, contribuindo com a criação de uma maneira saudável de enxergar o trabalho, as obrigações e a própria vida.


Agradeço por você ter chegado até aqui. Espero que esse artigo tenha sido útil em sua vida.

Termino pedindo que compartilhe em suas redes sociais, especialmente o LinkedIn, e contatos do WhatsApp que tenham interesse no tema.


Um abraço e até o próximo artigo!


Davi Valukas - Alpha EdTech


36 views0 comments

Recent Posts

See All